OS BAKUROS

MOLOKO

Mukuiu N’Zambi!Os Bakuros são as divindades correspondentes aos Orixás que eram cultuadas pelo povo Lunda Kioco, o qual é a raiz da Nação Omolokô. Muitas Casas de Omolokô atualmente cultuam Jinkises e Orixás devido à influência do Candomblé Angola e Ketu, no entanto a essência permanece a mesmas, mudaram-se apenas os nomes das energias. A título de conhecimento posto aqui um artigo sobre os Bakuros. São Eles:

Aluvaiá

É o Bakuro responsável pela comunicação entre as divindades e os homens. Está nas ruas, é a este Bakuro que pertencem as “bu dibidika jinjila” (encruzilhadas). Suas cores são preto e vermelho, sua saudação: Kiuá Luvaiá Ngananzila Kiuá (Viva Aluvaiá, Senhor dos Caminhos)

Kangira

É o Bakuro da guerra, das estradas. É a ele que se fazem oferendas com o fim de obter abertura de caminhos. Sua cor é o azul escuro, sua saudação: Luna Kubanga Mueto (Aquele que briga por nós)

Madé

Bakuro caçador, habita as florestas ou montanhas. É o responsável pela fartura, pela abundância de alimentos. Suas cores: verde para Madé, e azul e amarelo para Tele Kompensu, sua saudação: Kabila Duilu – Kabila (Caçador dos Céus – Kabila)

Tele Kompensu

É um jovem caçador que obtém, seu sustento ora através da caça, ora através da pesca. Suas características são as mesmas das dos caçadores (Madé) unidas as características do Bakuro da água doce ( Kissimbi). Suas cores: azul cristal e amarelo ouro, sua saudação: Mutoni Kamona Tele Kompemsu – Muanza ê (Pescador Menino Tele Kompensu – Rio ê)

Katendê

Bakuro dono dos segredos das ” kisabas” ( folhas, ervas ). Sua cor é o verde e branco, sua saudação: Kisaba kiasambuká – Katendê (Folha Sagrada – Katendê)

Jambagurim

Bakuro responsável pela distribuição da Justiça entre os homens. Suas cores são: vermelho e branco, marrom ou marrom e branco sua saudação: A Ku Menekene Usoba Nzaji – Nzaze (Salve o Rei dos Raios – Grande Raio)

Burunguçá

É o Bakuro responsável pela saúde, estando intimamente ligado a morte. Usa preto, vermelho e branco, sua saudação: Tateto Mateba Sakula Oiza – Dixibe (O Pai da Ráfia Está Chegando – Silêncio)

Angorô e Cuiganga

Assim como Aluvaiá, auxilia na comunicação entre as divindades e os homens. São representados por uma cobra, sendo o primeiro ( Angorô ) masculino e o segundo ( Cuiganga ) feminino. Suas cores são o verde e amarelo (masculino) e vermelho e amarelo (feminino), sua saudação: Nganá Kalabasa (Senhor do Arco Íris)

Pagauô ou Kitembo

É o responsável pelo tempo de forma geral, e especificamente, pelas mudanças climáticas (como chuva, sol, vento etc), portanto, atribuído a ele, o domínio sobre as estações do ano. É representado por um mastro com uma bandeira branca. Suas cores: branco, rajado de verde e marrom, sua saudação: Nzara Kitembo – Kitembo Io (Gloria Kitembo – Kitembo do Tempo)

Inhapopô

Trata-se de um Bakuro feminino, é guerreira e está intimamente ligada a morte, por conseguir dominar os mortos ( “Nvumbe” ). Suas cores são o vermelho e branco, sua saudação: Nenguá Mavanju – Kiuá (Senhora dos Ventos – Viva)

Kissimbi

Bakuro feminino, representa a fertilidade, é a grande mãe. Seu domínio é sobre as águas doces. Sua cor é o amarelo ouro, sua saudação: Mametu Maza Mazenza – Kisimbi ê (Oh, Mãe da Água Doce – Kisimbi ê)

Karamocê

Bakuro feminino das águas revoltas, é guerreira e está ligada à paixão e ao ciúme. Sua cor é o alaranjado e sua saudação é Kiuá Dilenga Kubanga – Kiuá (Viva a Rainha Guerreira)

Quinda Ayoká

Também um Bakuro feminino, tem domínio sobre as águas salgadas ( ” Kalunga Grande” , o mar ). Sua cor: azul claro, sua saudação: Kiuá Quinda Ayoká – Mametu Ria Amaze – Kiuá (Viva Quinda Ayoká, Mãe das águas -Viva)

Zumbarandá

É um Bakuro feminino, representa o início, vez que, é a mais velha das mães. Também tem relação estrita com a morte. Sua cor: lilás, sua saudação: Mametu Ixi Onoká – Zumbarandá (Mãe da Terra Molhada – Zumbarandá)

Caculo ou Cabasa

É o mais novo dos Bakuros. Representa a mocidade, a alegria da juventude. Durante o toque para este Nkisi, a dança se transforma numa grande brincadeira, Suas cores são o rosa, verde e branco, sua saudação: Caculo Pafundi – Caculo ê (Caculo Feliz – Bem Vindo)

Lembá Dilê

Bakuro da criação, ora apresenta-se como jovem guerreiro, ora como velho curvado. Está ligado a criação do mundo. Quando jovem tem como cores o branco e prata, quando de idade avançada, apenas o branco, sua saudação: Kalaepi Sakula Lemba Dilê – Pembele (Quietos, Ai Vem o Senhor da Paz – Eu te Saudo)

This entry was posted in Doutrina. Bookmark the permalink.

One Response to OS BAKUROS

  1. Mioju says:

    SARAVÁ OS BAKUROS ! MUITO OBRIGADO POR ISSO!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s