BOLONAN OU “BOLAR NO SANTO”

foto2_249
Bolonan ou Bolar, é a uma das primeiras manifestações de um Orixá em pessoa, podendo acontecer geralmente de forma bruta e sem qualquer tipo de previsão ou apontamento para o fato. Normalmente é um fato (Bolar com Santo ou Orixá) que acontece durante uma festa de Orixá, ou em uma Gira, não se restringindo a só a acontecer nas Casa de Santo, podendo a acontecer a qualquer lugar, a qualquer momento na vida de uma pessoa. As vezes é comum ao se cantar para um determinado Orixá; a pessoa é vítima de tremores e sobressaltos, caindo no chão inconsciente aparentemente desmaida. Este momento é visto como um pedido do Orixá à iniciação. O termo Bolar vem de embolar, sendo na verdade uma formar alterada do yorubá Bólónan ( Bó, cair + lóna(n), no caminho).

Tendo o mesmo sintoma de um desmaio, o indivíduo surpreende-se ao sentir uma sensação estranha e cai ao chão totalmente inconsciente ou, consciente porém, sem posse dos movimentos do corpo. Este processo pode ocorrer mesmo que a pessoa nunca tenha ido a um Terreiro e não conheça absolutamente nada sobre os Orixás.

É indício da necessidade da futura iniciação. Bolar, aparentemente, é como desmaiar. Mas o orixá está ali. Tomou a cabeça de seu filho, mesmo contra a vontade deste, cobrando sua iniciação. A “bolação” geralmente acontece enquanto as pessoas cantam e dançam para os Orixás, sendo significativa, para a identificação do Orixá ao qual a pessoa pertence, a divindade para a qual se cantava quando a pessoa bolou.
Uma vez “bolada” a pessoa é levada para o Roncó ou para o Quarto de Santo, onde será “acordada”. Se depois de bolar uma ou mais vezes, a pessoa decidir se iniciar, o Pai ou Mãe de Santo consultará o oráculo (Jogo de Búzios) para determinar que Orixá será feito e como (com que folhas, de que modo, com que quantidades, que animais serão sacrificados etc.).

Independe do credo ou religião da pessoa, em casos menos comuns, o processo de bolar pode acontecer dentro da própria casa do indivíduo, ou até mesmo na rua. Em principio, as pessoas acreditam ser algum problema de saúde e após passarem em consultas por médicos e realizarem exames não acham a causa dos repentinos desmaios, que continuam a ocorrer.

Aos olhos dos leigos este processo pode parecer bastante assustador, no entanto, na realidade nada se tem a temer.

O ato de bolar, sugere um despreparo do organismo para receber uma energia cujo o corpo não esta acostumado. Ao receber tal energia o corpo simplesmente reage, assim como as pessoas tendem a dar um pulo quando levam um choque elétrico. Sem sombra de dúvidas o “bolar no santo” é a materialização do Orixá e indica que a pessoa deve ser iniciada dentro do culto.

Mesmo os que não acreditam em Orixá, ao passarem por este processo, ou conhecendo alguém que passou por ele, passam a refletir melhor sobre seus conceitos de crença

Por fim vale salientar que se pode bolar em qualquer lugar quando não se tem preparo e não for iniciado, mesmo que o comum é que se aconteça dentro de uma Casa de Santo. Uma Observação muito importante é que depois que uma pessoa “bolar” a primeira vez ela estará sujeita a que aconteça novamente a qualquer momento.

This entry was posted in Doutrina. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s