NOVAMENTE FALANDO SOBRE INTOLERÂNCIA RELIGIOSA.

Recentemente comprei o livro Mitologia dos Orixás, de Reginaldo Prandi, uma ótima leitura que recomendo a todos os praticantes de Religião de Matriz Africana. Durante uma viagem a serviço eu estava lendo o livro em um alojamento, quando resolvi tomar um banho e acabei deixando o mesmo em cima da cama. Ao voltar vi que um militar estava folheando o livro e me perguntou se era meu, e prontamente respondi que sim. Ele então me disse que achou muito interessante, quando foi interrompido por outro militar que estava deitado na cama ao lado. Ele disse que não gostava disso e que isso era coisa do demônio (como se alguém tivesse lhe pedido alguma opinião).

Prosseguiu dizendo o que a palavra de Deus diz que existe Deus e Satanás, e que o único caminho para a salvação é através de Jesus Cristo e suas palavras na Bíblia. Disse que já viu horrores de pessoas chegarem à igreja com feitiços, com suas almas entregues a Satanás através de macumba, mulheres que não conseguiam engravidar por que estavam com seus úteros amarrados. Ele mesmo estava com problemas de farra, bebida, mulher traindo e brigas, mas que tudo mudou ao se converter. Falou que era nítida a diferença de uma pessoa ungida pelo Espírito Santo e um macumbeiro. A pessoa tocada pelo Espírito Santo tem felicidade, prospera e é abençoada, já o macumbeiro vive em miséria, infeliz, doente e com seu coração cheio de sentimentos ruins. Tudo isso por que essas pessoas invocam o demônio lhe oferendo sangue e despachos nas esquinas.

No momento me senti extremamente chateado e com vontade de dizer alguns bons desaforos a esta criatura, afinal de contas quando alguém fala mal de sua fé e de algo que se ama ficamos magoados e com raiva, faz parte da natureza humana. Parei por alguns segundos, pedi calma ao meu Pai Ogum, já que nessas horas, como seu filho, não é minha característica ter paciência. Então respondi dizendo que sou praticante de Religião de Matriz Africana, tenho meu trabalho, tenho minha família estabilizada, uma esposa que não me trai, e que nos amamos, tenho três filhos lindos saudáveis, maravilhosos e inteligentes, os quais nós amamos e eles nos amam. Tenho também amigos de verdade, saúde e alegria de viver. Sou Responsável por um Terreiro onde felizmente muitas pessoas com problemas diversos conseguiram vencer seus obstáculos. Não faço nenhum tipo de “feitiço” para prejudicar alguém, e também não fico em encruzilhada matando bichos para Satanás, e muito menos cobrando dinheiro de ninguém.

Aliás nossos sacrifícios são realizados para alimentação da comunidade de um Terreiro, afinal de contas faz parte dos nossos dogmas nos alimentarmos de comida sacralizada. Os Ebós, ou despacho como ele chamou, também faz parte de nossos dogmas, mas são feitos quando há necessidade, de forma limpa e em lugares longe das vistas de pessoas leigas. A minha Religião preza pelo amor ao próximo, amor a vida, bem estar de todos, evolução moral e espiritual e a caridade. Expliquei que existe gente utilizando o nome das Religiões de Matriz Africana e fazendo barbáries, mas isto não é a Religião que sigo. Assim como não podemos generalizar que todo “macumbeiro”, como ele se referiu, faz coisas ruins, também não podemos generalizar que todo Pastor tira dinheiro de fiéis para enriquecer. Gente ruim tem em todos os lugares e Religiões.

Ele me respondeu dizendo que não concordava e a única verdade é a da Bíblia, e que o caminho da salvação é só através de Jesus Cristo. Contou também de caso de revelações que missionários de sua Igreja tiveram onde eles descreviam os problemas de pessoas que nem conheciam, enxergavam e expulsavam demônios que acompanhavam as pessoas, curas e outros feitos que já havia presenciado na sua Igreja, dizendo que havia ali algo sobrenatural e que era o poder Deus.

Respondi a ele que tais feitos fazem parte do dia dia de um Terreiro através dos médiuns, Orixás Guias e até mesmo dos Oráculos Sagrados, e que creditamos tudo de bom a Deus, já que sem a permissão de Deus eles nada poderiam fazer. Ter intuição a respeito dos males que nos afligem e a nosso semelhante, enxergar demônios, os quais nós chamamos de espíritos atrasados (kiumbas), exercer a cura e a limpeza espiritual através de passes é o que nós chamamos de trabalho mediúnico e eles chamam de unção.

Ele argumentou que por fim que não há salvação se não for através de Jesus Cristo. É o que está escrito na Bíblia e não tem outro caminho, e que esta a palavra de Deus.

Disse-lhe que a Bíblia é a palavra de homens escrevendo a sua visão da palavra de Deus. Afinal de contas a Bíblia é uma reunião de textos escritos por homens. Divide-se em Velho e novo testamento. O velho conta a história do povo Hebreu, como se fosse uma epopéia. Eles os heróis escolhidos por Deus que conquistaram a “Terra Santa”. O Novo em sua maior parte narra a vida de Jesus, no entanto com diferenças entre os evangelhos, já que foi escrito por homens que o acompanharam e cada um tinha com certeza impressões próprias em determinados aspectos. Não existe nenhum evangelho escrito pelo próprio Jesus, que seria então considerado o verdadeiro testamento. Todos estes textos foram organizados pela Igreja Católica, sob o comando do Imperador Romano Constantino, o qual se tornou o primeiro Papa, sendo os diversos textos organizados levando em consideração os dogmas e interesses da Igreja, ficando àqueles textos não utilizados chamados de apócrifos. As Igrejas Evangélicas adotam a mesma Bíblia, mas vamos dizer assim, editada, uma vez que retiraram algumas partes adequando aos seus dogmas, enfim, é um livro feito por homens. Contei que as Religiões de Matriz Africana tem bases muito mais antigas que o Cristianismo, assim como outras Religiões como Budismo, Islamismo, Judaísmo também são mais antigas. Portanto a Bíblia não é a base de minha doutrina religiosa. Insistir nesta discussão não levaria a lugar nenhum, pois estaríamos falando línguas diferentes.

Novamente ele argumentou que não há salvação se não for através de Jesus Cristo. É o que está escrito na Bíblia e não tem outro caminho, e que esta a palavra de Deus e ponto final.

Sorri, e disse-lhe:
– Você não entendeu uma palavra do que eu disse.

Peguei meu livro e fui ler…

“Podemos não compartilhar da fé alheia, mas temos que ao menos procurar entender seu ponto de vista para que possamos nos respeitar mutualmente.” Babalorisá Renato T’Ogun.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

4 Responses to NOVAMENTE FALANDO SOBRE INTOLERÂNCIA RELIGIOSA.

  1. Pedro de Carvalho Augusto says:

    Mais uma vez, uma lição de civilidade e respeito, mesmo àqueles que insistem em nos desrespeitar. Sou leitor assíduo do site e sempre aprendo com as postagens.
    Que seu desabafo ecoe pela rede e ilumine a consciência dos intolerantes, pois todos buscamos a um só Deus, independentemente do nome.
    Parabéns, pela paciência e pelo trabalho que parece ser levado muito a sério (se tivesse oportunidade, gostaria de conhecê-lo de perto).
    Axé!

  2. paulo sergio gomexs says:

    PAI MUCUIU,SR PEDIU ESCLARECIMENTO .SOU FEITO EM OMOLOKO.DEI A UM EDE TRES NA CASA QUE FUI FEITO..MAIS ACASA FECHOU.ENTREI NUMA CASA DE KETO.MAIS MINHA ZELADORA TEM FUNDAMENTO EM ANGOLA E OMOLOKO,MAIS MUITOS ESCASOS.MINHA SANTA PEDIU OMOLOKO PORQUE TENHO MUITO DESSA NAÇAO,22ANOS,SÓ AGORA PEGANDO CUIA.SENDO MINHA ´É ESTA FORAM FEITA MATANÇAS COM BICHOS DE QUATRO ,CATULADO ABRI FARO,FOI ME DADO ABANDEJA COM TD DE NAÇAO.MAIS ME DERAM CARGO DE BABALAO ,DE UMBANDA.COMO FEITO RAIZ DE ANGOLA NAO ME DERAM DIGINA E MEUS FIOS NAO TEM UM DE ZELADOR ,OU SEJA DE GRAU.ME ORIENTE SE ESTA CERTO OU ERRADO.POIS DISSERAM QUE SÓ RECEBERIA SE VC RAPADO,MAIS HÁ UMA VERTENTE NÃO POSSO RAPA.POR FAVOR ME DE ESCLARECIMENTO.ABRAÇO ABENÇA.

    • Mukuiu N’Zambi! Vamos partes. Omolokô, Umbanda, Keto e Angola são coisas diferentes. Se você realizou seus preceitos dentro do Omolokô você receberá sua cuia de Omolokô. Umbanda não tem cuia, não tem decá, simples assim. Para se dar uma obrigação de Omolokô a pessoa tem que ser um(a) Zelador(a) de Omolokô, não de ketu, angola ou outra Nação, afinal não se pode dar o que não tem. Eu acho que as suas coisas dentro da Religião estão bagunçadas. O que deve fazer caso queira se aprontar dentro do Omolokô, é procurar uma casa desta Nação para terminar e até corrigir erros, se for o caso. Se decidir ficar onde está que seja feito um Jogo para verificar o que é necessário uma mudança de águas, seja para Ketu ou Angola. No entanto repito. não existe você tomar preceitos dentro de Omolokô e receber cargo de Umbanda, apesar das semelhanças são axés diferentes. Quanto ao título de “Babalaô de Umbanda”, isto não existe, por dois motivos, primeiro que Babalaô é cargo de Culto de Ifá, e Babalorixá ou Yalorixá são títulos de culto de Nação, Umbanda têm Dirigente. Quanto a raspar existem muitas Casas de Omolokô que não raspam completamente, novamente digo que não vou entrar no mérito do certo ou errado, mas no meu axé por exemplo se raspa. Oriento o Irmão a parar, refletir antes de sair tomando preceito só por que lhe disseram que tem que fazer. Peça orientação ao seu Orixá, de coração, e ele lhe mostrará o caminho.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s