Ayrà

Aspectos Gerais

  • DIA: Quarta-Feira
  • DATA: 29 de Junho
  • METAIS: Chumbo e prata.
  • CORES: Marrom e Branco
  • COMIDA: Amalá (feito com banha de Ori)
  • SÍMBOLOS: Oxés (machados duplos prateados).
  • ELEMENTOS: Fogo (grandes chamas, raios) e encontro dos ventos.
  • REGIÃO DA ÁFRICA: Òyó e Savé
  • PEDRA: Rubi
  • FOLHAS: Hortelã grossa e manjerona.
  • ODU QUE REGE: Ejilaxeborá e Ofun
  • DOMÍNOS: Questões jurídicas.
  • SAUDAÇÃO: Ayrá Lè! ou Babá Mi!!

Oxalá permaneceu injustamente preso durante sete anos no reino do filho Xangô. Grandes calamidades ocorreram em todo o reino devido a essa injustiça e Xangô resgatou-o da prisão e ordenou que fossem organizadas grandes festas em todo o reino, em sua homenagem (a festa das Águas de Oxalá lembra esse mito).

No entanto, Oxalá estava ferido e entristecido. Apesar da atenção que recebeu, só queria retornar a Ifé, seu reino, onde a esposa Iemanjá, o aguardava.

Xangô não podia acompanhá-lo e pediu a Ayrá que fizesse isso.  Como a viagem foi muito demorada, pois Oxalá se recuperava dos ferimentos recebidos em sete anos de prisão, andava muito devagar e Ayrá muitas vezes teve de levá-lo nas costas.

Durante o dia, eles caminhavam e a noite, Oxalá sentia frio e precisava descansar. Para aquecê-lo e distraí-lo dos próprios pensamentos, Ayrá acendia uma grande fogueira. Oxalá observava o fogo e Ayrá passava longas horas contando-lhe histórias do povo de Oyó. Desse modo, tornou-se tradição acender a fogueira no dia 29 de junho (no Brasil), em homenagem a Ayrá e à viagem que fez em companhia de Oxalá.

Ayrá é um Orixá de Oyó, mas seu culto é oriundo precisamente da região de Savé, muito embora não existam registros de iniciação para ele nessas terras, seu culto está restrito ao seu templo em Savé na Nigéria. É da família de Xangô e não usa coroa, mas um característico chapéu branco, chamado eketé. Usa roupas brancas como Oxalá, ou brancas com listras vermelhas. Suas guias são de contas marrons e brancas (em algumas casas vermelhas e brancas ou azuis) e empunha um machado duplo, como Xangô, com o detalhe específico de que estes machados são prateados. Suas comidas votivas não são temperadas com dendê, e sim com banha de ori (pasta branca obtida do caroço do dendê, conhecida também como “limo da costa”), como as de Oxalá, mas come quiabos, assim como Xangô e toda a sua família.

No Brasil, Ayrá é geralmente considerado uma “qualidade” de Xangô, em sua forma mais idosa, cultuado como Xangô Ayrá e às vezes, como Xangô Alufã, por ser o companheiro de Oxalá Alufã ou Oxalufã, o “Oxalá velho”. Ele seria como uma face mais branda e calma de Xangô. O que eu pessoalmente discordo e procuro tratar Ayrá como um Orixá à parte.

Sacerdotes desinformados e sem discernimento criam inúmeras lendas a seu respeito, até dizem que ele seria irmão gêmeo de Xangô, o que é verdadeiramente um absurdo.

Orixá relacionado à família do raio, mas ligado especificamente ao vento, Ayrá é a divindade que rege o encontro dos ventos.  Hoje, com a falta de conhecimento, muitos zeladores preferem iniciar pessoas de Ayrá como se fossem de Xangô, na realidade está cada vez mais difícil encontrarmos filhos de Ayrá, em sua grande maioria, estão sendo inciados como se fossem de filhos de Xangô.

Ao contrário de Xangô, Ayrá não é um Orixá rei e  nem possui o caráter punitivo como Xangô. Este fato pode ser evidenciado em uma de suas cantigas que diz: “A chuva de Ayrá apenas limpa e faz barulho como um tambor”.

Ayrá zela pela paz e pela justiça de forma incondicional, ao contrário de Oxalá que representa a paz, Ayrá estabelece a paz e possui uma ação mais imediata em suas funções, Ayrá pode ser qualificado como uma sentinela de Oxalá, ou melhor, de Oxalufã e seria ele quem estabelece sua vontade.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s