Ogùn


Aspectos Gerais

  • DIA: Terça-Feira
  • DATA: 29 de Abril
  • METAL: Ferro (mas todos os metais são de Ogum)
  • CORES: Azul escuro, vermelho ou vermelho e branco (Umbanda)
  • COMIDAS: Inhame e feijoada de feijão fradinho.
  • SÍMBOLOS: Espada, Bigorna, faca, pá, enxada e outras ferramentas
  • ELEMENTOS: Terra (florestas e estradas) e fogo
  • REGIÃO DA ÁFRICA: Iré
  • PEDRA: Lápis-lazúli
  • FOLHAS: Abre-caminho-de-Ogum, madeira de lei, aroeira-branca
    cajarana, folhas de manga espada, palmeira, pau-ferro
    caiçara, peregun (pau-d’água)
  • ODU QUE REGE: Ejikomeji, Etaogundá, Owarín
  • DOMÍNIOS: Guerra, progresso, conquista e metalurgia
  • SAUDAÇÃO: Ògún ieé!!

Origem e história

Ogum (Ògún) é o temível guerreiro, violento e implacável, deus do ferro, da metalurgia e da tecnologia; protetor do ferreiros, agricultores, caçadores, carpinteiros, escultores, sapateiros, açougueiros, metalúrgicos, marceneiros, maquinistas, mecânicos, motoristas e de todos os profissionais que de alguma forma lidam com o ferro ou metais afins.

Orixá conquistador, Ogum fez-se respeitar em toda a África negra por seu caráter devastador. Foras muitos os reinos que se curvavam diante do poder militar de Ogum.

Entre os muitos Estados conquistados por Ogum estava a cidade de Iré, da qual tornou-se senhor após matar o rei e substituí-lo por seu, próprio filho, regressando glorioso com o título de Oníìré, ou seja, Rei de Iré.

Não é por acaso, portanto, que nas orações dedicadas a Ogum o medo fica tão evidente e a piedade é um pedido constante, pois como diz uma de suas cantigas:
Ògún pá lélé pá
Ògún pá ojaré
Ògún pá, ejé pá
Akoró ojaré.

Ogum mata com violência
Ogum mata com razão
Ogum mata e destrói completamente.

Ogum é o filho mais velho de Odudua, o herói civilizador que fundou a cidade de Ifé. Quando Odudua esteve temporariamente cego, Ogum tornou-se seu regente em Ifé.

Ogum é um Orixá importantíssimo na África e no Brasil. Sua origem, de acordo com a história, data de eras remotas. Ogum é o último imolé.

Os Igba Imolé eram os duzentos deuses da direita que foram destruídos por Olodumaré após terem agido mal. A Ogum, o único Igba Imolé que restou, coube conduzir os Irun Imole, os outros quatrocentos deuses da esquerda.

Foi Ogum quem ensinou aos homens como forjar o ferro e o aço. Ele tem um molho de sete instrumentos de ferro: alavanca, machado, pá, enxada, picareta, espada e faca, com as quais ajuda o homem a vencer a natureza.

Em todos os cantos da África negra Ogum é conhecido, pois soube conquistar cada espaço daquele continente com sua bravura. Matou muita gente, mas matou a fome de muita gente, por isso antes de ser temido Ogum é amado.

Espada! Eis o braço de Ogum.

ORIKI:

 Oríkì fún Ògún

Ògún laka aye
Osinmole
Olomi nile fi eje we
Olaso ni le
Fi imo bora
La ka aye
Ma je ki nri ija re
Iba Ògún
Iba re Olomi ni le fi eje we
Feje we. Eje ta sile. Ki ilero
Ase

Tradução 

Oríkì para Ògún

Ògún poderoso do mundo

O próximo a Deus

Aquele que tem água em casa, mas prefere banho com sangue

Aquele que tem roupa em casa

Mas prefere se cobrir de màrìwò

Poderoso do mundo

Eu o saúdo

Que eu não depare com sua ira

Eu saúdo Ògún

Eu o saúdo, aquele que tem água em casa, mas prefere banho de sangue

Que o sangue caia no chão para que haja paz e tranqüilidade

Axé

QUALIDADES:

Ògún Meje: Fundamento com Exu. Seria o mais velho, a raiz de todos.  Come nos cemitérios. Ranzinza e muito sanguinário. Suas cores são o verde claro e o vermelho claro.

Ògún Je Ajá ou Ogúnjá como ficou conhecido: Veste branco e também o verde. Suas contas são verde-claro. Cobre-se de mariwo. Tem fundamento com Oxaguiã e Iemanjá.

 Ògún Àmènè ou Ominí: tem ligação com Oxun, cultuado em Ijexá, sua conta é verde clara.

 Ògún Alágbèdé (Alagbede): É um grande ferreiro e ferramenteiro. É o marido de Yemanjá Ogunté. É o mais velho, trabalhador, exigente e rabugento. Veste-se de azul arroxeado e o vermelho. Contas iguais a roupa. Come com Exu  e Yemanjá.

 Ògún Akoró: É o Ogun que usa o mariwò como coroa, sua roupa é o mariwò, toma conta da casa de Oxalá, muito ligado a Oxóssi e não come mel.

Ògún Oniré: É o título de Ògún filho de Oniré, quando passou a reinar em Ire, o Senhor de Irê. Primeiro filho de Ododua. Usa contas verdes. Guerreiro impulsivo, cortador de cabeças, ligado a morte e aos antepassados. Muito impaciente, não pensa antes de agir, mas acalma-se rápido.

ÒgúnWàrí: é o ferreiro dos metais dourados, ligado a Oxun, ligado ao ar, por isso o mais requintado dentre todos os Oguns.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s