Òrúnmìlà


A importância de Òrúnmìlà é tão grande que chegamos a concluir que se um homem fizer algum tipo de pedido ao todo poderoso Zambi ( Deus, o Senhor dos Céus), esse pedido só poderá chegar até Ele através de Orumilá e ou Exu, que são somente eles dois dentre todos os Orixás os que têm a permissão, o poder e o livre acesso concedido pôr Zambi de estar junto a Ele, quando assim for necessário.

Ainda vale ressaltar que somente Orumilá e Exu possuem para si um culto individual, onde são feitos adorações totalmente específicas para os mesmos, também são eles os únicos que podem possuir para somente o seu culto um sacerdote específico.

Isso só é possível pôr causa dos poderes delegados pelo todo poderoso a eles, pois os demais Orixás são totalmente dependentes de Ifá e Exu, enquanto que eles não dependem de nenhum dos Orixás, ou seja, o culto à Ifá e Exu não dependem do culto aos Orixás, entretanto o culto aos Orixás dependem totalmente de Ifá e Exú.

Orumilá  é o senhor dos destinos, é aquele que tudo sabe e tudo vê em todos os mundos que estão sob a tutela Zambi, ele sabe tudo sobre o passado, o presente e o futuro de todos habitantes do Ayê e do Orun, é o regente responsável e detentor dos oráculos, foi quem acompanhou Odùduwà na criação e fundação de Ilé Ìfé, é normalmente chamado em suas preces de:

¨ Elérí Ìpín “o testemunho de Deus”

¨ Ibìkéjì Olódúmarè “o vice de Deus”

¨ Gbàiyégbòrún “aquele que está no céu e na terra”

¨ Òpitan Ìfé “o historiador de Ìfé”

Acredita-se que Zambi passou e confiou de maneira especial toda a sabedoria e conhecimento possível, imaginável e existente entre todos os mundos habitados e não habitados à Orumilá, fazendo com que desta forma o tornasse seu representante em qualquer lugar que estivesse.

No Aye Zambi fez com que Orumilá participasse da criação da terra e do homem, fez com que ele auxiliasse o homem a resolver seus problemas do dia a dia, também fez com que ajudasse o homem a encontrar o caminho e o destino ideal de seu Ori. No Orun lhe ensinou todos os conhecimentos básicos e complementares referente todos os Orixás, independente de serem Irúnmolè, Imolè, Ebora, Onílè, Ìyámi Àjé ou Égúngún , pois criou um elo de dependência de todos perante Zambi, todos devem consultá-lo para resolver diversos problemas, com pôr exemplo, a vinda de Oxalá à terra para efetuar a criação de tudo aquilo que teria vida na mesma, porém o grande Orixá não seguiu as orientações prescritas pôr Ifá, e não conseguiu cumprir com sua obrigação caindo nas travessuras aplicadas pôr Exu, ficando esta missão pôr conta de Odùduwà.

Também Orumilá fala e representa de maneira completa e geral todos os Orixás, auxiliando pôr exemplo, um consulente o que ele deve fazer para agradar ou satisfazer um determinado Orixá, obtendo desta forma um resultado satisfatório para o Orixá e para o consulente.

Orumilá sabe e conhece o destino de todos os homens e de tudo o que têm vida em nosso mundo, pois ele está presente no ato da criação do homem e sua vinda a terra, e é neste exato instante que Ifá determina os destinos e os caminhos a serem cumpridos pôr aquele determinado espírito.

É pôr isso que Orumilá tem as respostas para toda e qualquer pergunta lhe é feita, e que ele têm a solução para todo e qualquer problema lhe apresentado, e é pôr esta razão que ele têm o remédio para todas as doenças que lhe forem apresentadas, pôr mais impossível que pareça ser a sua cura. Desta forma todos nós deveríamos cultuar Orumilá, pois felizes aqueles que a ele adoram e veneram como sua entidade e fonte de energia e sobrevivência, sendo assim com certeza poderemos alcançar a sorte, a felicidade, a inteligência, a sabedoria, o conhecimento, enfim, o seu destino ideal juntamente de seu equilíbrio.

Além disto tudo, Orumilá é também quem tem a vida e a morte em suas mãos, pois ele é a energia que esta mais atuante e mais próxima de Zambi, podendo ele ser a única entidade que tem poderes para suplicar, pedir ou implorar a mudança do destino de uma pessoa.

10 Responses to Òrúnmìlà

  1. kamylla says:

    como acentar orumila e o que precisa e quais bichos cortar e qual comida ariar muito obrigado e muito axe e sua bença

    • Mukuiu N’Zambi! Kamylla, infelizmente estes tipos de fundamentos não podem ser passados pela internet. São coisas que se aprende dentro de Terreiro e no seu devido tempo através do seu Babá/Yá.

  2. João Gabriel Duarte says:

    Makuiu
    Pai Renato, fui a um jogo de buzios ontem, o pai (que não conheço, conheci ontem mesmo) Falou que eu preciso equilibrar a mente e o corpo para que tudo de certo para mim.
    Segundo ele, Orunmilá é o orixá da mente, disse também que preciso fazer uma graça para ele uma oferenda.
    Como todo filho de Ogum, eu tenho conhecimento prático e nao tenho nenhum teórico (O que me impressionou pois é verdade) eu comentei que quero começar a fazer engenharia e que tenho MUITA dificuldade com matemática, segundo ele é para eu arriar um trabalho para orunmilá para que minha mente e aprendizado possa melhorar. o que o senhor pode me dizer sobre isso ?
    Outra coisa, é verdade que como Ogum é meu pai e também tenho que ter uma mãe ? Segundo ele minha mãe é Iansã.

    • João Gabriel Duarte says:

      Só para ressaltar, o Babalorixá que me atendeu é da nação KETU.

    • Mukuiu N’Zambi! Pelo que relata não vejo nada de errado no jogo, parece-me tudo normal. Se você sentiu confiança acho que deve fazer a oferenda pedida, e acredito que irá clarear os seus caminhos.

  3. Priscila says:

    Boa tarde! Um Babalorixá que leu buzios para mim, disse-me que quem tem Orunmilá dificilmente casa, por tratar-se de um Orixá ligado a virgindade, é isso mesmo?
    Obrigada.

    • Mukuiu N’Zambi! Vamos por partes. O Babalorixá que jougou búzios para você é de qual Nação? Pergunto porque no Candomblé e no Omolokô não há filhos de Orumilá ou Ifá, não se faz cabeça para este Orixá e também não se incorpora com ele. No Batuque do Rio Grande do Sul, seu culto se fundiu com o de Oxalá e ele é cuidado como qualidade de Oxalá, fazendo-se filhos para esta qualidade, mas na verdade está se fazendo filho para Oxalá. Orumilá está ligado ao destino de todos os seres vivos, pois sabe o porvir de tudo, é o senhor dos oráculos sagrados. O Orixá ligado a virgindade na verdade é Yewá. Acho que deveria procurar alguém para refazer este seu jogo, pois acho que tem coisa errada.

  4. Marcelo Oliveira says:

    Olá Babalorixá Renato T’Ogun
    Estive em uma consulta em um espaço IFA e após a consulta recebi a informação de que não precisava fazer qualquer ebó e que eu estava sem quaiquer trabalhos.
    Recomendou que eu me envolvesse, mas, conversando com a pessoa, meu irnão, que me levou até ela me disse que é caro.
    Meu irão frequenta esse local faz 10 anos e sua vida, como a das demais pessoas tem seus percalços, mas, em termos de saúde, profissionalmente e materialmente ´le desde então está super-bem.

    Não me cabe julgar se esse tipo de atividade deve ou nãio ser cobrado e me snti super bem atendido
    Ficam as perguntas:
    Se não tenho nada, porque a partir de determinado momento minha vida pessoal e profissional, trancou?
    Sem dinheiro, minhas relações , inclusive familiares, vão de mal a pior.
    Sempre fui considerado uma pessoa alegre, para cima, feliz, empreendedora, que caia e se levantava com mais força. Por não ser ambicioso, jamais fiz patrimônio e reservas. Sempre me deixei levar com e pela vida.
    Os tempos que em tudo que me envolvia, Eu e o segmento que me envolvia, prosperavam, já esta distante.
    Estou envelhecendo e me sinto sem perspectivas; temo retornar a depressão que consegui abrandar e administrar de setembro passado (2013) até um mês atras( junho 2014).
    O que faço sem dinheiro e sem conhecimento de algum espaço que faça essa terefa gratuitamente?
    Há alguma oração, algo que Eu possa fazer e que seja ouvido e retorne a Prosperidade?

    Tenho as oportunidades e elas se desfazem como pó ou me amedronto e não dou segmento.
    Começo a sentir medo e preocupação.
    Ando no maior desespero e preciso de ajuda para sair do zero e reiniciar minha caminhada.

    • Mukuiu N’Zambi! Lendo sua perguntas me passou um filme na cabeça de todas as coisas ruins que vivi, e que acabaram me direcionando para a Religião. Então respondendo, o que acontece é que as pessoas que acabam dentro de um Terreiro chegam até lá por dois motivos, pela dor ou pelo amor aos Orixás, e posso garantir que a grande massa é pela dor. Muitas dessas pessoas, assim como você, acham inicialmente que há algum “trabalho” ou demanda que esteja atrasando suas vidas, quando na verdade o que está acontecendo é um desequilíbrio espiritual da própria pessoa. Temos que entender que antes de virmos para este mundo firmamos compromissos que auxiliarão a nossa evolução espiritual, de nossos Guias, dos irmãos que procuram socorro nos diversos Terreiros, inclusive com problemas parecidos com os seus. No entanto presos na matéria não lembramos destes compromissos, mas não quer dizer que não existam. Essa falha causa um desequilíbrio espiritual que acaba afetando toda nossa vida, até que procuremos ajuda. Assim ficamos sabendo que temos que entrar em um Terreiro e começar a realizar a missão dentro daquilo que foi designado. É uma maneira de nos redirecionar de volta ao nosso caminho, e a partir do momento que aceitamos o que nos é imposto as coisas começam simplesmente a voltar aos seus lugares. Isso aconteceu comigo, e pelo que vejo está acontecendo com você.
      Quanto a cobrança, muitos Terreiros cobram valores destinados a manutenção do próprio espaço, bem como renda do Dirigente que algumas vezes dedica-se exclusivamente a atividade religiosa, uns cobrando muito e outros cobrando pouco. Certo ou errado não vou entrar no mérito. O fato é que geralmente em Terreiros de Umbanda os valores (quando cobrados) são bem menores, e a necessidade de material para qualquer ebó é bem mais simples e barata, a despeito do que é feito para culto de Nação. Seria inicialmente preciso saber a sua real necessidade de um Feitura de Santo, ou se uma iniciação e desenvolvimento dentro da Umbanda já não seria o suficiente. De qualquer forma o mundo não foi feito em um dia, portanto mesmo que você aceite sua condição religiosa, não precisa se enrolar (mais ainda) para tomar algum preceito. Primeiro deve-se entrar em Terreiro, começar a aprender, se for rodante começar seu desenvolvimento, enfim começar a interagir e a ter compromisso. Naturalmente isso já irá trazer um equilíbrio e fortalecimento espiritual, e por consequência um melhora da situação e condições para fazer o que for necessário dentro da Religião. Outra coisa é que existem Casas e Casas, e o que é bom pra mim pode não ser local ideal para você. Os nossos próprios Orixás acabam nos direcionando para o que for melhor dentro de nossa missão.
      Por fim, procure um lugar em que primeiramente você se sinta bem. Peça aos seus Orixás que lhe mostrem o caminho. Assuma seu compromisso e tenha fé. Você verá que as coisas ficarão mais fáceis. Fico a disposição.

  5. Cleiton says:

    Muito Coerente suas colocações!!! Parabéns

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s